segunda-feira, 8 de novembro de 2010

É simples, felicidade.





Tudo é momentâneo. Passa rápido, voando.  Num piscar de olhos, o que era colorido pode ficar cinza-chumbo. Em outro piscar, o que era escuro, pode fica claro, reluzente. É desse jeitinho sim, oscilando. É. Acostume-se.
Muitas vezes, não nos sentimos felizes por causa da teimosia. Da insistência em querer que as coisas sejam exatamente como queremos. E de quebra, ainda esperamos recheio de chocolate de sobremesa. Doce ilusão, isso sim. O resultado é certeiro: decepção. E daquelas bem amargosas. Sabe por que, meu bem? O ser humano é totalmente imperfeito, e sempre será.
O que faz a diferença é esperar menos, bem menos dos outros. Ninguém pode ser responsável por nosso bem-estar. É algo individual. Pode ser clichê, eu sei, mas é o que acredito.
Penso que felicidade de verdade é aquela sensação de se sentir em paz com o mundo, e mais ainda, com você. Consciência tranqüila de quem, antes de tudo, teve uma conversa séria com o coração, entrou num consenso com a razão, e depois disso conseguiu agir certo. Ou pelo menos acreditando que sim.
Felicidade não fica de bobeira por aí a fora não. N-Ã-O. Ela encontra-se bem aqui, dentro de mim e de você.
 Ela é um negocinho simples, sabia? Pode apostar. Por isso, é bem possível que ela chegue disfarçada de simplicidade, podendo passar despercebida e, sem querer, ir embora. Sem ao menos enxergarmos o valor e a beleza que aquilo trazia. Felicidade talvez seja isso, sutilidade. Pequenezas abstratas, visíveis apenas por aqueles que sabem olhar. Além.



Karine Melo.

26 comentários:

  1. Belo texto.
    Felicidade é algo simples que depende da gente pra ser momentaneo ou duradouro.

    Visita meu blog por favor?
    RIMAS DO PRETO

    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Tudo que fazemos, se torna lembrança =[
    Adorei o texto flor...

    ResponderExcluir
  3. Felicidade é assim mesmo... simplezinha e bonita demais...

    Lindo texto!
    um beijo flor!

    ResponderExcluir
  4. Karine,
    As suas palavras denotam sabedoria, possivelmente alicerçada no saber ver, no saber olhar...
    É verdade que muito do que nos acontece tem a ver com a nossa maneira de encararmos a vida. Como muito bem diz, "Ninguém pode ser responsável por nosso bem-estar. É algo individual." Cabe, portanto, a cada um de nós, saber construir o que melhor se nos adequa, tendo sempre em conta o equilíbrio com o que nos rodeia.

    beijo :)

    ResponderExcluir
  5. Lindo! As lembranças são inevitáveis!

    bjos

    Nina

    ResponderExcluir
  6. Meu lado racional concorda completamente com teu texto, porém o emocianal sente a necessidade de algo ou alguem que proporcione felicidade. Quem sabe um dia aprendo.

    Lôra, saudades de ti.
    Dos teu belos textos.

    Grande beijo,
    Boa noite.

    ResponderExcluir
  7. Adorei seu texto..e concordo com vc!!!

    Me lembra Cecilia Meireles:"Mas, quando falo dessas pequenas
    felicidades certas,que estão diante de
    cada janela,uns dizem que essas coisas
    não existem,outros que só existem
    diante das minhas janelas, e outros
    finalmente, que é preciso aprender a
    olhar,para poder vê-las assim..."

    bjos Karine!!!!

    Zil

    ResponderExcluir
  8. Por ela ser tão simples, as pessoas muitas vezes não sabem indentifica-la, já que estamos em um mundo onde tudo você pode comprar. E a felicidade não, ela você te que se conhecer, porque ela está em você. E não em outra pessoa, como estamos cansados de ler e ver por ai, pessoas pesando e sentindo que a felicidade está em algo, em alguém etc...
    bjs

    ResponderExcluir
  9. Olá, querida
    "...é bem possível que ela chegue disfarçada de simplicidade, podendo passar despercebida e, sem querer, ir embora"...
    Apreciei muito esse recorte que fiz...
    Texto simples e profundo...
    Tenha uma semana abençoada e feliz!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. "Pequenezas abstratas, visíveis apenas por aqueles que sabem olhar. Além." Me encantou esse trecho. Bom trabalho!

    ResponderExcluir
  11. Mudanças de estação ineperadas.
    Mas eu acho que você sabe exatamente quando se proteger de um frio intenso e quando abandonar os agasalhos e dar boas-vindas ao verão sincero.

    Sempre venho aqui...

    ResponderExcluir
  12. Oi Karine...passando pra lhe dizer que tem um selo pra vc no meu blog...está abaixo dos posts..

    bjos!

    Zil

    ResponderExcluir
  13. lindo texto!! e muito verdadeiro também, esperamos demais dos outros para sermos felizes e no entanto não entendemos que só depende de nós e de um estado de esprito que devemos impor...

    beijo grande !!

    ResponderExcluir
  14. Lindo texto! Adorei...tem toda razão...By the way...eu adoro simplicidade...^^

    ResponderExcluir
  15. É que todos, em tudo ou alguns pontos da vida, tentamos fazer com que as coisas sejam/fiquem "imperfeitamente perfeitas"... =)

    ResponderExcluir
  16. Quando resolvi escrever sobre a felicidade pela primeira vez, me saíram poucos versos. E antes que eu me desse conta, ja tinha escrito absolutamente tudo que era necessário...

    Adorei saber que não sou o único que observo essa característica tão sutil dela...

    Beijos linda.

    ResponderExcluir
  17. Oi. Tem presentinho pra vc lá no Blog.

    Teu Blog é Digno de Ser Lido

    http://michele-dos-santos.blogspot.com/2010/11/re-muito-obrigada.html

    ResponderExcluir
  18. Desejos insaciaveis,
    Liberdade e exagero.
    ganancia e julgamentos.

    Passos largos,
    fome sem sentir.

    A felicidade continua ali, simples..

    bjs

    ResponderExcluir
  19. "Pequenezas abstratas, visíveis apenas por aqueles que sabem olhar. Além".
    Lindo!!!

    ResponderExcluir
  20. concordo com todas as suas linhas!e tudo passa mesmo, despejar muita felicidade em alguém é erro fatal. belo post. beijos

    ResponderExcluir
  21. Não deixo de pensar que nossa vida é sempre uma parábola. Como tu mesma disseste, sempre composta por oscilações, altos e baixos. É assim.. Só temos que aprender a lidar e absolver a felicidade de cada momento.

    =*

    ResponderExcluir
  22. eu sou teimosa viu! e muito!


    beijo!

    ResponderExcluir
  23. Felicidade gosta de brincar com a gente e se veste de simplicidade.

    Beijos, flor!

    ResponderExcluir
  24. Adorei seu blog. Voltarei sempre, lindo demais! Beijos

    ResponderExcluir
  25. Felicidade e paz são os objetivos da guerra e do derramamento de sangue. Vale lutar por isso? Com certeza.
    Abraços Karine, e estou de volta. Espero sua presença.

    Abraços!

    ResponderExcluir