segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Se acorda, se joga.







Viver nos impulsiona a arriscar. Como pular de um precipício sem saber se lá em baixo vai ter alguém de braços abertos para te segurar (salvar?!). Viver é aprender a confiar. É se jogar lá do alto sem ter medo do tombo. Tudo bem, desculpe-me. Vou ser mais realista com você. Às vezes dá um medo desgraçado. E como dá.
Lembro de sentir um medo enorme. De ir, de ficar, de resistir, de não suportar. Medo de esquecer, de lembrar. Medo das descobertas, das coisas encobertas, do novo, do velho, do que se foi. Do que virá. Lembro das inúmeras sensações que me vendaram os olhos, que me amordaçaram a boca e que me taparam os ouvidos. Lembro do quanto o meu coração gritou: E agora?!?

Dia desses me disseram que sou dramática, que faço tempestade num copo d’água, que eu precisava relaxar um pouco e abstrair mais. Mas não tem jeito. Se há algo me incomodando, nunca, nunca consigo ficar no estado relax. Acontece que eu vivo para sentir. Sou a menina das emoções radicais, que tudo sonha e idealiza. Mas também sou o tipo de mulher com os pés no chão, que tudo calcula e ainda tira a prova dos nove. Sinto demais, penso demais, exagero demais. Meus sentimentos são à flor da pele e os meus cinco sentidos são bem aguçados. Intensa. Sou assim e ponto.

E um dia, ainda quando nada ia bem, lembro também de não mais sentir medo. Lembro de superar o que parecia insuperável. Uma mistura de força, de alívio, calmaria. Mudança de foco. De lugar. De sentido. Um imenso amor-próprio me sacodia por dentro, por fora, por toda parte. Por todos os lados. Um prazer e um conforto de estar em minha própria companhia. E tudo ficou mais interessante.
E novamente me apaixonei . Por mim. Me descobrir, me re-des-co-brir. Me vi inteira. Me encontrei. E isso não se descreve, de tão maravilhoso que é. Respirei coragem, pisei fundo, retomei o fôlego. E fui. Encararei o lado escuro, o que não se sabe, o que não se entende, a dor. Experimentei a liberdade e ela me experimentou. Aprendi. Aprendi que nada pode ser maior e mais forte do que a esperança. Nada pode passar por cima e falar mais alto do que o meu valor. Nada

No final das contas, só Deus e o tempo para saber aonde enfim chegaremos. Tempo, tempo, tempo. Insisto em falar nele. Ele é sábio. Revelador. Insisto mais ainda em dizer que Deus sabe todas as coisas e que a Sua vontade é boa, perfeita e agradável. Ele tem o melhor. Para mim. Para você. É fato, é promessa. É luz.
A jornada é grande, os desafios, incontáveis. Eu sei. O que importa é não desistir, não se abandonar. Permitir que o coração ferva com aquilo que faz vibrá-lo. Buscar o que se quer, o que se planeja, o que faz brilhar os olhos. Sonhar. Sonhar dormindo, sonhar acordado. Viver. Ter fé na vida, no amor, e no que se deseja. Estabelecer metas, ter alvo. Correr atrás. Fazer acontecer.

Sou da tribo dos que quando quer alguma coisa, luta até o fim. Se der, deu, se não der, é porque não era pra ser. A consciência tranquila prevalece, de que foi feito o possível, de que dei o meu melhor. O olhar é para frente, prossigo. Entenda que nada é em vão, nem por acaso. E quer saber? Às vezes nem precisa ter razão. Só emoção, coração. Acreditar. Esse é o meu lema. Ainda que doa, ainda que eu tropece, ainda que eu caia. Mas eu levanto. Cada vez mais forte, cada vez mais resistente. Mais e mais. Porque essa é e sempre será minha palavra favorita. Acreditar.

Roda gigante. Comparo a vida assim. Ela gira, gira, gira. Gira um pouco mais. Mas não para. Você pode até parar, mas ela não. Dá voltas e voltas. Nos confunde, nos inquieta, trás dúvidas, certezas, paz, tormenta... Ahh, e se eu fosse continuar, não caberiam em linhas. É mesmo um mistério, uma loucura. Uma delícia também.
E vamo que vamo. Oscilando entre ser criança e ser gente grande. Porque ser adulto o tempo todo, cansa e é chato pra burro. Pois essa vida que não é nada fácil, é a mesma vida que também é capaz de fazer cócegas na alma e em todo resto do ser. Sorrir. Ter ânimo. Se alegrar que nem criança quando ganha de presente o seu brinquedo favorito. É um misto de tudo isso e muito mais.

Lá do alto, vejo diferente, tudo é maior do que se vê, maior do que se sente. E rodo, e giro, juntamente com o mundo. Na mesma freqüência, no mesmo balanço, na mesma sintonia. Bem assim. Com a certeza que sempre haverá um por do sol à minha espera. Para ser visto sem pressa. Com mais calma, mais alma. Novas cores, novos sabores, de felicidade. E se você também é do time que adora experimentar novas emoções, vem cá. Abre os braços e se joga daqui comigo!


 
 
Karine Melo.

25 comentários:

  1. Olá! Meu nome é Késsia,
    Só estou aqui para dizer, o quanto é incrivel toda vez ler uma coisa que se encaixa perfeitamente a uma situação na minha vida.
    Continue assim, você tem o dom das palavras!
    que Deus te abençõe!
    abraço.

    ResponderExcluir
  2. Desfrutar dos altos e baixos da vida é o que mais pode nos fazer aprender. Mal sabe o que perde quem tem medo de sofrer: não conhece, também, o quanto vale um momento de pura alegria! Amo a forma como escreve, consegue transmitir otimismo e boas vibrações pra quem lê, acho isso ótimo! Muitas vezes isso é o que conforta as pessoas, o fato de alguém lembrar de que o caminho pela frente ainda é longo e reserva muitas supresas, essa idéia voce é completamente capaz de mostrar aos leitores do blog *-* está de parabens !
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  3. Nossa,esse texto é minha cara,não mudaria uma vírgula.Até parece que tu estava me espionando e depois fez esse relatório,enfim adorei..
    Beijoos ;*

    ResponderExcluir
  4. Que texto alegre, desenvolto e pleno de convicção na vida!
    Dá gosto ver assim as pessoas, sabia?

    beijo :)

    ResponderExcluir
  5. Oi Karine!!

    que saudades de vc por aqui.

    Texto suave, feliz. òtimo pra uma manhã de segunda.

    Beeeijos e fé na vida.

    ResponderExcluir
  6. Se acorda, se joga o//

    Adorei. Você é eclética e eu gosto disso. Eu sou sempre ou doce ou ácida.. rs Até pensei em alterar o nome do meu blog. Aliás, tá na hora; muito pessoal.

    Um beijo querida
    Mih

    ResponderExcluir
  7. Karine vc é uma pessoa incrivel! ler textos maravilhosos como este mim proporciona momentos de coragem, de acordar mesmo pra vida.

    bjokas;*

    ResponderExcluir
  8. Adorei , Karine !!!!


    Já dizia o poetinha , ... " Abre teus braços
    meu irmão deixa cair ..."


    Eu me jogooooo ........... :)


    BjO Grande.

    ResponderExcluir
  9. Um texto desse merece aplausos. E mais ainda por usar o seu tempo para garantir um ânimo na vida de outras pessoas que o lê. Parabéns viu pelo belo texto. Ótima semana Karine e Vamo que Vamo! rsss
    beijo!!!

    ResponderExcluir
  10. A gente se parece TANTO, hahaha. Acho que é por isso que te entendo em casa palavrinha. Um beijo, Ká!

    ResponderExcluir
  11. Se amar, enfrentar os medos, se conher, de descobrir. É disso que as pessoas estão precisando, elas só sabem trabalhar e pensar em dinheiro que esquecem quem são e do que as fazem felizes, das vontades e sonhos que tem. Acho facinante quem tem essa"mania" de sonhar, idealizar as coisas. É de mais isso. Em um mundo tão capitalista e tudo mais, isso é sensacional.

    bjs

    ResponderExcluir
  12. ola minha flor.....
    postei um texto sei certo lá no meu blog....
    sempre venho aqui leio seus textos

    queria escrever com asas como tu.....
    Um xero minha flor1

    ResponderExcluir
  13. que coisa linda esse seu texto. Amei e amei de verdade. Você sou eu de saia, juro! rs. Amei isso: "Porque essa é e sempre será minha palavra favorita. Acreditar." meu beijo! ;*

    ResponderExcluir
  14. Oscilar entre ser criança e ser gente grande é o que estabiliza e alegra a vida.

    Um texto cheio de impulso :)

    Bjo

    ResponderExcluir
  15. Oi Karine....

    Vc é simplesmente maravilhosa!

    Grande escritora!

    Eu tô indo....vamos pular!!!!!!

    bjos querida...DEUS ABENÇÓES SEUS DIAS!

    Zil

    ResponderExcluir
  16. Há quanto tempo eu não aparecia por aqui?! Hoje eu tive um tempinho e vi essa sua atualização no meu blog. E vi esse post como um dos melhores seus! Adorei mesmo :)

    Beijo, flor :*

    ResponderExcluir
  17. Adorei seu BLOG, já sou uma seguidora!

    Faça uma visita no blog
    http:// cabelolisopt.blogspot.com

    Esta rolando um SORTEIO DE ESCOVA PROGRESSIVA!
    Participe!!!

    A GRANDE NOVIDADE: Para facilitar suas compras aderimos ao Pagseguro, cartão de credito, boleto bancário e muito mais.

    Espero você lá!
    Bjocas

    ResponderExcluir
  18. Sensação de liberdade. Foi isso que senti.

    BeijooO*

    ResponderExcluir
  19. Abrir os braços, se jogar, flutuar, voar, voar mais alto... Tudo é possível quando o medo não tem voz ativa.

    Já estava com saudades dos seus textos belos e suaves!

    Beijos, flor!

    ResponderExcluir
  20. Ah, amei o post PARABÉNS!
    Gostei tanto que indiquei no #IdeLinks.
    http://ideiaoquadrado.blogspot.com/
    Bjuss
    @IlmaraaRibeiro - Twitter

    ResponderExcluir
  21. ah, Karine, melhor post que jali sobre esse assunto.
    adoreii. Beijo;**

    ResponderExcluir
  22. oh wow how cool. a great photo!

    www.kamjey.com

    ResponderExcluir
  23. O bom da vida, na verdade, é ser feliz, sem ter medo dos riscos. ou das consequências que a felicidade pode trazer...

    Eu me jogo...

    beijo :P

    ResponderExcluir