terça-feira, 16 de novembro de 2010

Um despertar.





Começo a escrever baixinho. Deve ser aquele receio que eu tenho que as palavras me dominem. É bem provável que elas desvendem o que ainda nem me dei conta. Mas confesso, hoje eu gostaria de me entender. Gostaria que o meu coração me chamasse para ter uma conversa demorada, e séria. Ahh, como eu queria que ele me contasse tudinho que eu preciso saber ao meu respeito. Sinceramente, eu não sei o que se passa por dentro. Na boa, eu não sei. E nada tenho haver com essa confusão de sensações. Ou tenho?

Me vejo diferente, esquisita, estranhamente inquieta. Acho que acordei para algumas coisas que estavam adormecidas. Valores, princípios e um cuidado a mais por mim. Na verdade, existem coisas que são minhas, só minhas. Tão minhas que me agarro com elas até que tudo ganhe o sentido que eu preciso. É um estranho fluxo de pensamento. Um despertar. Uma quase certeza que a minha história ainda tem algo a me contar. Eu sei que tem.

Não quero mais a mesmice, o comodismo e o que ainda é dúvida. Não aceito uma realidade que não seja pelo menos um tracejado do que eu desejo. Quero os meu sonhos de mãos dadas com o acaso, e que eles me levem aonde eu devo chegar. Não tenho pressa. O que vem depois, não se explica, simplesmente acontece.

O segredo é que eu vou começar a respeitar as minhas vontades, vou correr os riscos que tanto a minha alma insiste. Eu me rendo, eu me enfrento. Quem sabe numa manhã dessas eu acorde distraída e o medo vire coragem. Quem sabe. Quero mais é ousadia. Quando o vento tiver ao meu favor, pegarei carona com ele. Vou saber para onde ir e o que levar comigo. Já que a vida sempre reserva surpresas, digo sim para elas. Deixo rolar.



Karine Melo.

29 comentários:

  1. Olá, "acordamos pouco a pouco para a nossa essência", se descobrir e sentir que não fazemos parte nem do tempo, e sim, de um universo espiritual, abraços

    ResponderExcluir
  2. "Quem sabe numa manhã dessas eu acorde distraída e o medo vire coragem."
    Essa manhã há-de chegar, com toda a certeza. Mas qualquer caminho está semeado de obstáculos. A grande compensação é que, quando os conseguimos enfrentar e vencer, a sensação de júbilo é ENOOORME!

    beijo :)

    ResponderExcluir
  3. Oi querida...

    O medo vira coragem...ou vira covardia....

    Acredito muito que no seu caso....ele vira coragem!

    bjos e ótima semna!

    belo texto!

    Zil

    ResponderExcluir
  4. Oi primeira vez aqui no seu blog e quero dizer que gostei muito dos teus textos,parabéns!To te seguindo,se quiser da uma passadinha no meu blog www.blogdacecillia.blogspot.com
    bjos

    ResponderExcluir
  5. Eu também gostaria que meu coração me chamasse para uma conversa séria e demorada, e logo. Se isso não acontecer, tratarei eu de cercá-lo para uma conversinha.

    Gostei do texto.

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Texto lindo prima...
    Nunca tive uma DR com meu coração, tou percebendo agora... Eu também quero!

    Bjos!

    Te amo!

    ResponderExcluir
  7. Oii Flor

    O seu texto é a mais pura verdade, e você está certa, temos que seguir nossos sonhos, vontades e desejos.
    Temos sim que nos agradas. Nos amar acada vez mais.

    Isso é importante, é autoconhecimento.
    Amor próprio.^^

    Beijos Flor.

    ResponderExcluir
  8. Nossa é verdade, disse tudo!

    Adorei seu post querida,
    bjinhos

    Nina

    ResponderExcluir
  9. Cada vez melhor sentir algo sussurrado nos ouvidos sempre que venho aqui...


    ...Sussurros de verdades, o que é bem melhor.

    Beijos Linda...se cuida.

    ResponderExcluir
  10. Olá e ai tudo bem?
    Adorei o post.
    As vezes é necessario "acordar" pra vida mesmo.
    Amei o texto.
    Obrigado pela visita.

    Tenho um novo post,bem legal. Visita?

    RIMAS DO PRETO

    Bjos

    ResponderExcluir
  11. Posso confessar? as melhores pessoas são as que se acham estranhas e esquisitas.
    Enfim, eu me sinto assim dia sim/dia não, sou meio bipolar! rs

    estava com saudades daqui. bj!

    ResponderExcluir
  12. Você escreve baixinho e eu sinto as palavras no volume máximo, no solo de guitarra.

    Do que devemos acordar eu não sei... acho que só precisamos saber como adormecer. Cansados de algo que nos dê prazer e não estafa.

    'A realidade tem que ter o tracejado do que desejamos'

    (isso é mágico)

    Adoro as suas visitas.

    ResponderExcluir
  13. Não escreves baixinho. Tuas palavras ecoam aqui e por onde passas.
    Adorei o texto!
    Bj

    ResponderExcluir
  14. Começo a escrever baixinho. Deve ser aquele "receio que eu tenho que as palavras me dominem. É bem provável que elas desvendem o que ainda nem me dei conta."

    Eu sinto exatamente isso. E sinto também muitas dessas coisas das quais tu falaste, acho que é aquário imperando na nossa vida. Me identifiquei.

    =*

    ResponderExcluir
  15. Olá, tudo bom?
    Achei seu blog muito interessante.
    Comecei um blog tbm, se puder e não for pedir muito, de uma passadinha no meu?

    http://cabecafeminina.blogspot.com/

    Muuito obrigada e parabéns pelo blog!!!!

    ResponderExcluir
  16. Eu também queria me entender e queria que meu coração falasse algo mais claro,que me desse um direção.Só acho que a direção e o que somos e queremos...está na nossa frente o tempo todo,mas acabamos colocando mil barreiras no caminho.Vai ver é medo de ser feliz,né?!

    Como sempre um belo texto,Karine.Mas nem é novidade você ler isso,né?Sempre escrevendo lindamente.

    Um beijo

    ResponderExcluir
  17. a ousadia é que nos tira do prumo e nos apresenta a vida com emoção!!!
    beijo!

    ResponderExcluir
  18. Pois é, a vida sempre "reserva surpresas" para mim, para você, para nós... Para todos.


    # >> Concurso Happy End 2010! Clique no link e veja como participar! Valem prêmios que podem ajudar seu blog a ficar cada vez mais perfeito! *-*

    http://primeiro-livro.blogspot.com/p/concurso-happy-end-2010.html

    Beijos~~*

    ResponderExcluir
  19. Cara, se não foi o melhor, com certeza foi um dos melhores textos que já li seu! Mandou bem demais. :**

    ResponderExcluir
  20. Amada, indiquei teu blog para o Prêmio Dardo. Pega o selo lá no meu blog. Espero que gostes.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  21. É bacana isso que você disse. Do ponto de vista que há uma máxima que diz: "Conhece-te a ti mesmo". Lendo suas divagações chego a conclusão que você não se conheçe direito, assim como eu e muita gente. Se realmente se conhecesse, não precisaria despertar.
    O pior dessa vida é convivermos com pessoas que vivem, convivem mas não se realizam, justamente porque consideram-se auto-didatas de si mesmo. Não é o nosso caso, que admitimos que a vida é um eterno recomeço.
    Paz a você.
    O Forasteiro.

    ResponderExcluir
  22. Pois é, muitas vezes sinto vontade de ir embora com a pessoa, sem olhar para trás, não pensar duas vezes e não ligar para o que os outros vão pensar. Enquanto isso AINDA não é possível, deixo a vida me levar...

    Lembrei dessa músicas de Los Hermanos:

    "Eu vou tirar você desse lugar
    Eu vou levar você pra ficar comigo
    E não me interessa o que os outros vão pensar"

    bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  23. Meu medo vira coragem. Medo nunca me fez recuar. E só analisei isto agora. Belo texto. Um ótimo fim de semana pra ti. Bjs.

    ResponderExcluir
  24. "Já que a vida sempre reserva surpresas, digo sim para elas. Deixo rolar."

    E assim é que se começa a viver.

    Parabéns pela postagem! :D

    ResponderExcluir
  25. "O que vem depois, não se explica, simplesmente acontece." Lindo lindo lindoooo *-*

    ResponderExcluir
  26. olá Karine, as vezes eu tbm me sinto assim, nem sempre consigo me entender, meus sentimentos são tão confusos. Gostei muito do blog, tá lindo. vou segui-lo. me segui tbm? http://luzia-medeiros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  27. Lindo o seu texto! Parece aquelas angustias by Clarice!
    Bjs

    ResponderExcluir